Dieta HCG


Dieta HCG

De tempos em tempos surge uma dieta revolucionária. Agora surgiu a Dieta HCG (em sigla em inglês, quer dizer, gotrofina coriônica humana – um hormônio produzido pelas mulheres). Dizem que essa dieta é tiro e queda contra os quilinhos a mais. Porém, é necessário fazer uma ingestão de 500 calorias e tomar mais injeções de hormônio (inacreditável).

Essa dieta surgiu na década de 50 pelo endocrinologista Dr. Simeon, mas como não houve comprovação científica, ela foi esquecida. Como na época atual os inibidores de apetite estão proibidos, essa é uma forma de emagrecer sem prejudicar a saúde. O Dr. Simeon notou que as pacientes que se submetiam a uma dieta hipocalórica (dieta de muito baixas calorias), perdiam peso mais rápido após a aplicação do hormônio. E claro, essa dieta ganhou muitos simpatizantes na EUA e Europa.

Dizem que essa dieta faz emagrecer 1 kg por dia… isso mesmo. No entanto, para emagrecer tudo isso você tem que pagar mil dólares pelo kit, sendo que não inclui a aplicação das injeções, ou seja, você terá que se autoaplicar ou alguém aplicar em você. O tratamento dura 26 dias e as injeções deverão ser aplicadas três vezes ao dia. Já para quem tem medo de agulha, agora é possível comprar pela internet, no EUA, em cápsulas.

Nos dois primeiros dias, você tem que se alimentar normalmente, isso é para o hormônio se adaptar no corpo, após esses dois dias você começa a dieta, com 500 calorias diárias e a aplicação das três injeções, por isso, é proibido o consumo de carboidrato e de açúcar.

O ideal é evitar a prática de exercícios físicos pesados, porque você está comendo pouco e não sobra muita energia para as atividades. Pensando bem: se você comer somente 500 calorias diárias, é claro que emagrece! Mas eles afirmam que o hormônio diminui a vontade de comer e repõe os nutrientes necessários ao organismo.

Enfim, algumas pessoas que fizeram a dieta, afirmam que funciona e o mais difícil foi ficar com fome, embora isso aconteça apenas nos primeiros cinco dias. Mas também sentiram sono e dor de cabeça. Conforme o endocrinologista Filippo Pedrinola, o organismo produz o HCG durante a gravidez, para mobilizar a reserva de gordura e seus nutrientes, para que a placenta alimente o feto, e não para reduzir a fome ou gordura.

Já o Dr. Scott Lyer concorda com o uso dos hormônios, pois o hormônio engana o corpo, parecendo que existe uma gravidez, o organismo queima a gordura para que o feto receba seus nutrientes.

Escrito por Mara Borba

Deixe um Comentário