Apnéia do Sono e Ronco – Tratamento


Apnéia do Sono Ronco

O ronco e a síndrome da apnéia do sono são os problemas mais comuns entre pessoas de todas as faixas etárias. Além dos transtornos sociais e psicológicos que eles causam é comum que outros problemas físicos sejam desencadeados como a hipertensão e as arritmias cardíacas.

A apnéia do sono nada mais é, do que a obstrução das vias áreas por alguns momentos durante a noite, devido à flacidez dos tecidos da garganta que acabam impedindo a respiração, isso pode acontecer repetidamente durante o sono e por vários segundos. Já o ronco é a vibração dos tecidos da garganta provocados pela passagem do ar.

O ronco e a apnéia são mais frequentes em homens e mulheres que passaram dos 40 anos de idade.

Tratamento

Os médicos especialistas no assunto podem recomendar tratamento, que varia de acordo com caso clinico do paciente.

Os aparelhos orais tem ganhado importante destaque no tratamento da apnéia do sono, são fabricados exclusivamente para posicionar a mandíbula mais para frente, facilitando a passagem do ar pela garganta de forma que ela fique desobstruída, além disso, eles são já são considerados altamente eficazes e tem fácil adaptação.

Para avaliar corretamente cada caso, o paciente deve ser submetido a uma polissonografia, um exame que monitora todos os estágios do sono da pessoa.

É importante ressaltar que nem todas as pessoas podem fazer uso desse aparelho, como por exemplo, os pacientes que usam dentaduras ou próteses removíveis. Portadores de problemas periodontais severos, pessoas obesas com altos índices de apnéia e pacientes com problemas na articulação da mandíbula devem procurar outros tipo de tratamento.

Esse aparelho não causa nenhum tipo de mudança física na pessoa, não provoca dor ou desconforto, sua adaptação é extremamente fácil e seus benefícios são notados em pouco tempo.

Escrito por Milena Evelyn

Deixe um Comentário