O que é a incontinência urinária?


A incontinência urinária nada mais é do que a perda involuntária de urina, quando a pessoa vai urinar, os nervos e os músculos do sistema urinário entram em atividade e caso alguma dessas estruturas for afetada, pode levar a urina a sair de forma inconsciente, ou seja, contra a vontade da pessoa. Esse problema pode ser considerado uma disfunção da bexiga, além dos transtornos fisiológicos a pessoa ainda perde muito em qualidade de vida.

Ela pode ocorrer também quando a bexiga passa a não funcionar de maneira coordenada, entre o processo de estoque e esvaziamento. Quando não se está urinando, os músculos dessa região estão contraídos, bem fechados. Aos poucos pequenas quantidades de urina são, continuamente, levadas até a bexiga através ureteres, então quando ela se enche o cérebro envia sinais para os músculos do sistema urinário, permitindo, assim, que ocorra a micção.

Os fatores que levam ao surgimento desse problema são variados, em geral as infecções da região genital, o uso de determinados medicamentos, deficiência hormonal, traumas na bexiga e algumas cirurgias são os mais frequentes nos consultórios. Existem também casos de mulheres que se tornaram incontinentes após dar a luz ou após a realização da cirurgia de retirada do útero.

O tipo mais comum de incontinência urinaria é devido a perda de urina após esforço muito grande ou estresse, pois nesses casos ocorre um aumento repentino da pressão intra-abdominal.

É importante ressaltar que existe tratamento para esse problema. Pode ser retirada dos fatores que estão causando a incontinência, cirurgia, utilização de eletroestimuladores, injeção de colágeno ao redor da uretra, fisioterapia e a prescrição de medicamentos específicos. Apenas um médico poderá indicar qual o melhor procedimento de acordo com a avaliação de cada caso.

Escrito por Milena Evelyn

Deixe um Comentário